Ir para conteúdo 1 Ir para menu 2 Ir para rodapé 4 Acessibilidade 5 Alto contraste 6

---

  • ?
  • ?

---

  • ?
  • ?


FGTS na habitação para salário maior

Publicado em 06/07/2007 às 00:00 - Atualizado em 10/06/2015 às 14:45

O Conselho Curador do Fundo de Garantia do Tempo de Serviço (FGTS) decidiu ontem ampliar o número de trabalhadores que podem abater até 80% do valor das prestações de financiamentos da casa própria com o saldo do seu FGTS.

Subiu para até seis salários mínimos (R$ 2,28 mil) mensais a faixa de renda dos mutuários que podem usufruir desse benefício. Até agora, ele só existia para os mutuários que ganham até quatro mínimos (R$ 1,5 mil) por mês.

O conselho é formado por representantes do governo, trabalhadores e empresários e é o responsável pela fixação de regras para utilização do FGTS. Com a mudança, a segunda faixa de renda, cujos trabalhadores podem usar o FGTS para abater até 60% da prestação passa a ser de seis até 12 salários mínimos.

O último grupo, com salários acima de 12 mínimos, pode abater até 40% da mensalidade.

Esse tipo de benefício só é acessível para quem tiver financiamento imobiliário pelas regras do Sistema Financeiro de Habitação (SFH).

A decisão valerá após a publicação da resolução no Diário Oficial, em alguns dias.

O conselho decidiu ainda que os participantes do Programa de Arrendamento Residencial (PAR) poderão usar o FGTS para pagamento da prestação, amortização do saldo devedor ou pagamento à vista do preço do imóvel.

Galeria de Imagens

  • {{galeriaImagens.length + galeriaVideos.length - 12}}
  • {{galeriaMultimidia.length + galeriaImagens.length + galeriaVideos.length - 12}}
Fechar

Galeria de Arquivos